(14) 3513-0841 |
COMPROMISSO DE VERDADE
15 de agosto de 2021

Em parceria com a Unilins 280 reeducandos cursam ensino superior a distância

Centro Universitário de Lins firmou parceria com 12 unidades prisionais da região; cursos já começaram.

Imagem: Aula-inaugural-na-Penitenciaria-Feminina-de-Pirajui-Carlos-Alberto-Andre-Garcia-e-Jose-Queiroz (Unilins)

 

Desde o início de agosto, 280 presos começaram a reescrever uma nova história. Matriculados em cursos de graduação a distância, buscam não somente o diploma universitário, mas, principalmente, um recomeço de vida. Isso é possível porque o Centro Universitário de Lins (Unilins) firmou, por meio da Fundação “Prof. Dr. Manoel Pedro Pimentel” (Funap), uma parceria inédita com 12 unidades prisionais instaladas nas cidades de Bauru, Lins, Pirajuí, Marília, Balbinos, Reginópolis, Avanhandava e Araraquara (veja as unidades mais abaixo)

O projeto oferece, sem custo algum, curso superior de Tecnólogo em Logística para reeducandos e reeducandas dos regimes semiaberto e fechado, totalizando 16 turmas, com duração de quatro semestres. As aulas abordam disciplinas como Empreendedorismo, Gestão de Pessoas, Economia e Mercado, Gestão de Estoques e Operações, Administração da Produção e Materiais, entre outros.

Durante a participação no projeto, o detento que obtiver o direito à liberdade, por exemplo, manterá a bolsa integral e poderá continuar os estudos fora do sistema prisional.

 

ENSINO A DISTÂNCIA

O curso é ofertado na modalidade Ensino a Distância (EaD) offline. Desta forma, não há a necessidade de acesso à Internet para acompanhar o conteúdo, composto por livros impressos produzidos pelos professores de cada disciplina e organizados em formato de plano de estudos, que apresentam a ordem exata que precisa ser estudada, e videoaulas gravadas em DVD pelos mesmos docentes.

As aulas acontecem de segunda a sexta-feira e duram duas horas. Nesse período, os alunos assistem aos conteúdos propostos, realizam a leitura do livro didático, debatem sobre o tema apresentado e anotam eventuais dúvidas e dificuldades para que sejam encaminhadas ao tutor da disciplina.

 

PARCERIA

        A parceria com a Unilins começou em 2013, quando o Centro de Ressocialização (CR) “Dr. Manoel Carlos Muniz” de Lins foi beneficiado por projeto de energia sustentável ofertado pela universidade, explica a diretora do CR, Maria Auxiliadora de Paula.

“A partir desta ação, a universidade ministrou diversos cursos profissionalizantes na unidade. No início de 2020, o reitor da Unilins, Jose Aparecido Queiroz, fez contato comigo para ofertar bolsas de estudos em nível superior na modalidade EaD”, destaca a diretora, sobre o primeiro passo para ampliar o projeto para os demais estabelecimentos prisionais da região.

 

MUDANÇA DE VIDA

        Juliano Cesar Germano cumpre pena no CR de Araraquara. Ele é um dos reeducandos que aproveitaram a oportunidade de estudo para trilhar novos caminhos. “Sei que, ao ganhar a liberdade, terei um certificado de curso superior e poderei ser aceito no mercado de trabalho. Acredito que este projeto mudará a minha vida”, comemora.

        Maisa Prando está recolhida na Penitenciária Feminina “Sandra Aparecida Lario Vianna” de Pirajuí. Ela é monitora do curso em turma do regime semiaberto e tem a tarefa de conduzir as aulas para as demais presas. “É uma oportunidade que muitas aqui desejavam e estava distante da nossa realidade. Porém, agora, nos permite sonhar e abre caminho para a construção de um futuro melhor”, frisa.       

 

NOVA FASE

        Coordenador das unidades prisionais da Região Noroeste, Carlos Alberto Ferreira de Souza ressalta que a parceria com a Unilins inaugura uma nova fase no processo de ressocialização das pessoas privadas de liberdade no Estado de São Paulo. “Que seja o início de muitas outras e que essa oportunidade de crescimento e igualdade se espalhe no coração de todas e todos”.

Para o gerente de Educação e Cultura da Funap, André Vinicius Garcia, o projeto é mais uma iniciativa de acesso à educação das pessoas privadas de liberdade. “Essa iniciativa irá aumentar as chances de recolocação profissional do reeducando quando egresso e contribuir para o seu processo de ressocialização”, destaca Garcia.

 

UNIDADES       

O projeto atende os centros de Progressão Penitenciária (CPPs) I (Dr. Alberto Brocchieri) e II (Dr. Eduardo de Oliveira Vianna) de Bauru; CR de Lins; CR de Marília, Penitenciária de Marília; penitenciárias I (Dr. Walter Faria Pereira de Queiróz) e II (Luiz Gonzaga Vieira) de Pirajuí; Penitenciária Feminina de Pirajuí; Penitenciária I “Rodrigo dos Santos Freitas” de Balbinos; Penitenciária I “Tenente PM José Alfredo Cintra Borin” de Reginópolis; Penitenciária “Valdic Junio Alves Primo” de Avanhandava; e CR Masculino de Araraquara.

 

Leia mais sobre Educação acessando o link abaixo:

https://jornaldelins.com.br/categoria/comportamento/educacao/

PUBLICIDADE:

Autor: Redação
Referência: Marcus Vinícius Marra Liborio - Comunicação e Imprensa da Coordenadoria de Unidades prisionais da Região Noroeste - SAP

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ASSINE NOSSA NEWSLETTER E FIQUE POR DENTRO DE TUDO O QUE ACONTECE NA REGIÃO.

QUEM SOMOS

Iniciamos as atividades do Jornal de Lins no ano de 2013, inicialmente com versão impressa. Estamos agora em versão online. Buscamos a construção de um veículo de comunicação que tenha Compromisso de Verdade com o leitor e a veracidade da notícia. Estamos construindo um Portal de Notícias e Informações ágil, moderno e repleto de conteúdo para prestar o melhor serviço ao leitor. Um veículo que mostre nossa gente e nossas realizações ao mundo, e traga o mundo até nossa terra.

FALE CONOSCO

Jornal de Lins

JORNAL DE LINS ©2021 | Todos os direitos reservados.
Pular para a barra de ferramentas