(14) 3513-0841 |
COMPROMISSO DE VERDADE
18 de agosto de 2018

Currículo em vídeo é a nova ferramenta utilizada nas seleções. Fique atento aos passos para um bom vídeo:

Novidade substitui etapas presenciais e otimiza os processos seletivos

Reflexos da Era Digital

Processos seletivos por vídeos tem sido comuns em diversas áreas na seleções de candidatos a uma vaga de trabalho, a utilização desse tipo de tecnologia que permite ao candidato abusar da criatividade e, por substituir fases presenciais, facilita a vida de quem mora longe. A tendência é utilizada da indústria ao agronegócio. Segundo diversos especialistas em recrutamento, essa é uma forma de dialogar com uma geração de profissionais que já nasceu rodeada de aparatos tecnológicos e oferecer uma experiência inovadora.Um outro aspecto que impulsiona a mudança é a facilidade que ela traz não apenas ao candidato, que não precisa se deslocar até a empresa para uma entrevista, mas também a quem recruta. A mesma apresentação pode ser vista por diferentes avaliadores em tempos distintos e isso ultrapassa as barreiras do julgamento do entrevistador comum, aprimorando o processo seletivo.

Conteúdo:

Embora as empresas priorizem a análise do conteúdo do vídeo, alguns cuidados com a forma são indispensáveis. E necessário buscar um ambiente bem iluminado e escolher uma câmera com áudio e vídeo razoáveis. Vale até celular. Prezar pelo bom enquadramento, de preferência em posição horizontal, é outro fator importante. O erro muito comum entre os candidatos é não seguir o roteiro previsto pela empresa. Cada companhia tem uma programação, com questões a serem respondidas e um tempo estipulado. Se a pessoa foge a esse script, de nada vale elaborar uma superprodução.Fale sobre algo que você realmente domina. Não invente uma história. Não é porque a maioria das pessoas fala de experiência internacional, por exemplo, que você precisa falar também.

O olhar do recrutador

È indispensável e necessário que o candidato se conheça para poder pontuar de que forma vai se destacar. Não se pode criar um personagem. A empresa quer saber quem é você de verdade. Quando o candidato está pouco seguro, evidencia esse estado de espírito desviando o olhar e se perdendo na fala. Isso corrobora muito para uma desclassificação.Fazer um roteiro do que vai ser dito é uma excelente estratégia. Mas em vez de decorar o conteúdo, o candidato precisa compreendê-lo ao ponto de transmiti-lo seguramente de forma clara e bem estruturada.

Valores em foco

Os valores do candidato é outro aspecto analisado. O componente mais avaliado é o conteúdo dito. Além de checar a capacidade de improviso do indivíduo e verificar se ele está antenado, o método examina se a forma como o candidato pensa está de acordo com o que a empresa espera.

O passo a passo do vídeo ideal:

1 – Pesquise sobre a empresa e a vaga. Busque conhecer a si mesmo. Com isso, monte uma espécie de briefing (conjunto uma coleta de dados para o desenvolvimento de um trabalho) do que será destacado em seu vídeo.

2 -Leia ou assista atentamente ao roteiro indicado pela empresa, pois você deve segui-lo à risca. Se pedem 3 minutos, não ultrapasse o tempo.

3 – Vista-se como se fosse a uma entrevista de emprego. Mas fuja de roupas que possam te deixar desconfortável.

4 – Procure uma câmera com áudio e vídeo de qualidade razoável. Vale até usar celular.

5 – Em frente à câmera, responda às questões previstas nas orientações. Fale sobre você, suas experiências, principais competências e explique por que você atende o perfil da empresa e da vaga. Mostre o quanto conhece a empresa.

6 – Seja sincero e tranquilo. Não monte um personagem. Forçar um discurso pode te deixar pouco à vontade e isso atrapalha até sua performance.

7 – Olhe bem para a câmera, como se conversasse com um entrevistador. Articule as palavras firmemente, não fale baixo demais e leve cada ideia até o fim.

8 – Verifique se o conteúdo está salvo no formato solicitado. Confira o tempo, veja se atendeu à proposta da empresa e envie. Em alguns processos seletivos, o vídeo é feito no momento da inscrição. Nestes casos, não há como voltar atrás e mudar o que foi dito. Por isso, entre preparado no site. Mas fique calmo e apenas seja você mesmo. A transparência não tem contra indicações. Boa sorte!

Por: Ana Fidelis Miasso  – Administradora de Empresas e Diretora Comercial do Portal de Noticias e Informações de Lins e Região  Jornal de Lins

 

 

 

 

 

Autor: Ana Fidelis Miasso
Referência: O Autor

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ASSINE NOSSA NEWSLETTER E FIQUE POR DENTRO DE TUDO O QUE ACONTECE NA REGIÃO.

QUEM SOMOS

Iniciamos as atividades do Jornal de Lins no ano de 2013, inicialmente com versão impressa. Estamos agora em versão online. Buscamos a construção de um veículo de comunicação que tenha Compromisso de Verdade com o leitor e a veracidade da notícia. Estamos construindo um Portal de Notícias e Informações ágil, moderno e repleto de conteúdo para prestar o melhor serviço ao leitor. Um veículo que mostre nossa gente e nossas realizações ao mundo, e traga o mundo até nossa terra.

FALE CONOSCO

Jornal de Lins

JORNAL DE LINS ©2021 | Todos os direitos reservados.
Pular para a barra de ferramentas