(14) 3523-9659 |
COMPROMISSO DE VERDADE
23 de Janeiro de 2018

Saúde pede para procura pela vacina contra a febre amarela ser feita pela manhã

Medida busca evitar o desperdício da vacina, já que após abrir o frasco, sua validade é de apenas seis horas

A Secretaria Municipal de Saúde pede a todos que ainda não tomaram a vacina contra a febre amarela, que procurem a Unidade de Saúde da Família (USF) mais próxima de sua casa, preferencialmente no período da manhã. A solicitação tem como objetivo evitar o desperdício, uma vez que cada frasco com as doses, após ser aberto, tem validade de apenas seis horas.

Segundo Melissa Moretti Ferreira Cunha, enfermeira da Vigilância Epidemiológica de Garça, como cresceu o número de pessoas procurando pela vacina da febre amarela, a Secretaria de Saúde decidiu pedir a colaboração da população, evitando que o frasco de vacina seja aberto muito próximo do horário do final do expediente, ocasionando assim a perda das demais doses de vacina, uma vez que cada frasco tem 10 doses.

“A distribuição de vacina ocorre de acordo com a demanda da unidade, ou seja, conforme a população atendida. A vacina de febre amarela sempre esteve disponível na rotina de vacinação das Unidades de Saúde, mas devido à grande repercussão, houve um aumento significativo na procura. Apesar deste crescimento na procura, a vacina não está em falta em Garça”, afirmou a enfermeira.

A vacina é administrada a partir dos nove meses de idade até os 59 anos, para pessoas que não possuem doses anteriores. Para quem tem mais de 60 anos, possui doenças crônicas ou complicações de saúde, é importante que essa pessoa apresente indicação ou autorização médica, dizendo que ela possui boas condições de saúde para receber a vacina.

A vacina de febre amarela não é indicada para crianças menores de nove meses, gestantes, mulheres amamentando crianças menores de seis meses. Caso houver a indicação da vacinação da mãe que está amamentando, o aleitamento deve ser interrompido por 10 dias. Essas mulheres devem procurar uma Unidade de Saúde para serem orientadas e manter a produção do leite materno.

Também não devem receber a vacina pessoas com câncer em uso de quimioterapia ou radioterapia, transplantados de órgãos sólidos ou medula óssea, uso de corticoide com dose imunossupressora, HIV e qualquer doença imunossupressora, que usem medicamentos imunossupressores, ou que tenham miastenia gravis, doenças do Timo, lúpus, doenças de Addison, artrite reumatoide ou alergia grave ao ovo e derivados da galinha.

É importante destacar que não existe a necessidade de reforço da vacina. Uma vez vacinada, a pessoa está imunizada por toda a sua vida. Sobre a contaminação, o risco maior de contrair a febre amarela é para pessoas que frequentem regiões de matas, rurais, silvestres ou ribeirinhas.

 

 

 

 

Autor: Alcyr Neto
Referência: Assessor de Comunicação da Prefeitura de Garça

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ASSINE NOSSA NEWSLETTER E FIQUE POR DENTRO DE TUDO O QUE ACONTECE NA REGIÃO.

QUEM SOMOS

Iniciamos as atividades do Jornal de Lins no ano de 2013, inicialmente com versão impressa. Estamos agora em versão online. Buscamos a construção de um veículo de comunicação que tenha Compromisso de Verdade com o leitor e a veracidade da notícia. Estamos construindo um Portal de Notícias e Informações ágil, moderno e repleto de conteúdo para prestar o melhor serviço ao leitor. Um veículo que mostre nossa gente e nossas realizações ao mundo, e traga o mundo até nossa terra.

FALE CONOSCO

Jornal de Lins

JORNAL DE LINS ©2018 | Todos os direitos reservados.